}

pesquise aqui

8 de abr de 2011

mulher com história

Há uma epidemia de carência feminina.
Tenho encontrado diariamente mulheres precisando de atenção . Há em todo lugar um olhar que pede um sorriso e um sorriso que pede um toque. Essa solicitação constante de afeto me faz pensar que, talvez por isso, fêmeas sejam espécimes tão interessantes.
Mulheres carentes me dão tesão. Gosto do jeito como se queixam e se conformam de não terem o que seus corações anseiam.
Sou facilmente seduzido por insones, tristes, machucadas, mas com uma esperança que diz sim. Tenho queda por casos de amor mal sucedidos. A verdade é que gosto de mulher com história.
O melhor pacote é aquele com paixões, lágrimas, felicidade e dor. Que graça pode ter uma pessoa com  planejamento, todas as metas cumpridas, vidinha organizada e feliz? A vida incólume não fica bem nem em comercial de pasta de dente. É chato.
Gente de verdade tem osso que dói, cabelo que cai, gorduras teimosas, marcas de expressão e chulé. (menos, né? =D)
Gente de verdade transpira e eu sou doido por uma mulher suada.
Mulheres com história rendem papos longos, noites movimentadas, sexo bom.
Mulheres com história são reais e vida real é a melhor que tem.

Um comentário: