}

pesquise aqui

29 de mai de 2010

Carla

Ressaca. Gosto de corrimão de puteiro na boca e as nuvens insistentes e brancas do lado de fora da janelinha. A aeromoça não e tão moça assim e beber mais uma dose para rebater as treze anteriores não será possível. São 2 horas de vôo e nenhum filme pornô na TV pendurada dois assentos à frente.
Meu mundinho particular é de embrulhar o estômago.O que se há de fazer?
Já em terra firme, porém não tão firme assim, aquela loira, óculos escuros e colares dourados se aproxima.
- Deixou cair na poltrona.
E estendeu com as mãos brancas e unhas perfeitas o que parecia... Minha carteira!
-Onde vc a achou? Obrigado.
-Na poltrona do meio.
Pensei naquela hora que em  mais de 20 anos de ressaca contínua, nunca tinha deixado de notar uma loira daquele quilate, ainda mais dentro de um avião e sentada do meu lado.
Chamei para um café, era de bom tom agradecer com um agrado, mas ela disse que estava atrasada para uma reunião.
Me ofereci para levá-la, já que meu carro havia ficado no estacionamento. Taxi para chegar a Confins do mundo é realmente caro e para sair de lá, mais ainda. Ela disse não novamente, havia um funcionário da empresa à sua espera. Então pedi o telefone. Era o que restava de idéias na minha mente chacoalhada pelas doses de jack Daniels da noite anterior.
Ela não deu, mas curiosamente, me perguntou se o Meliá, onde ficaria hospedada era bem localizado. Eu não tinha a menor idéia onde ficava o Meliá, mas fui categórico em dizer que sim. Excelente localização.
Ela se foi, mas antes deu o primeiro sorriso da manhã:
-Prazer, Carla.
8 horas mais tarde, livre da ressaca e com hálito de trident com colgate, estava eu, no balcão de recepção do Meliá, procurando as Carlas que deram entrada àquela manhã. Por telefone ninguém quis informar, entao eu fui pessoalmente usar o charme bem menos eficiente nos últimos tempos.
Carla surgiu 20 minutos depois, saindo do elevador, ainda mais loira e revelando olhos azuis amendoados e cílios longos. Carla estava sexy e sabia disso.
Ela é daquelas mulheres chiques, compenetradas e de voz grave. Parou na minha frente e soltou um
"Eu sabia", com aquela convicção feminina que me faz enlouquecer.
Comemos pizza, escondidinho, bebemos cachaça mineira gelada, depois a misturamos com pitanga e jabuticaba. Pedimos petit gateau e nos beijamos entre a colherada de sorvete e mais uma dose de Salinas, envelhecida e cheirosa. Falamos sobre aplicações financeiras, o último filme de Roman Polanski, a atuação de Wagner Moura em Hamlet. Ela sorri pouco, mesmo após algumas doses. Sofisticada e séria, mas com uma malandragem que escapa do decote descuidado estratégicamente...
Há uma bela lembrança de Carla nesse meu livro de memórias sacanas. Ela tem uma coisa felina predadora que vi poucas vezes em uma mulher.
E a cama do Meliá BH... uma beleza!

Nenhum comentário:

Postar um comentário