}

pesquise aqui

12 de nov de 2010

Vânia

Ela chegou num dia de sol, reclamando do calor, dos juros altos, dos homens incompreensivos. Da primeira vez que nos beijamos, ao abrir os olhos ela perguntou se eu tinha comido batata frita.
Eu gostava do seu jeito rabujento, me divertia com seu mal humor matutino e achava um charme a testa que franzia e o pezinho que batia no chão.
Vania, dez anos mais nova que eu na certidão de nascimento e cinquenta anos mais velha no espírito. Muitas vezes brigamos porque minhas piadinhas a constrangiam e meu jeito paciente-com-garçom a deixava irritada.
A gente durou mais que um verão e quando a temperatura começou a baixar, o que seria um alívio pra Vânia, desistimos. Poderia ter sido um belo complemento de almas, mas minha vó já dizia, que crianção feito eu que resolve brincar com fogo... acorda molhado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário