}

pesquise aqui

17 de fev de 2011

Comida

Ontem fui num restaurante indiano. Aqui em SP é fácil vc comer comida exótica, comida simples, comida metida à besta e principalmente comida deliciosa. SP é um polo gastronômico da melhor qualidade.
Comida é algo tão sexual que passar a vida almoçando em fast food é quase como trepar invariavelmente por hora com profissionais.
Comer bem envolve ritual de cheiros, gostos e olhares. Não dá pra encarar uma comida gostosa tendo apenas uma hora de almoço para apreciá-la, assim como tb não dá pra cronometrar o tempo que levamos para desnudar uma fêmea e degustá-la.
Comida dá prazer, faz a gente se emocionar e lembrar dela no dia seguinte com vontade de repetir. Assim como certas mulheres.
Comer é afrodisíaco. Comer é sempre duplo sentido.
Eu gosto de comida oriental, comida brasileira, comida feita por quem gosta e sabe cozinhar, comida que gosta de ser comida. De preferência b-e-m-d-e-va-g-a-r.
Comer não é simples necessidade fisiológica . Sexo tb não.
É preciso gostar da coisa, esperar o ponto e a temperatura. Mastigar trocentas vezes e deixar pra engolir depois que o sabor já passou por todas as papilas gustativas.
Algumas mulheres são pratos inesquecíveis, coisa de chef internacional.
Tipo banquete que começa na entrada e vai acabar depois da sobremesa, com o cafezinho e cigarrinho do depois.

3 comentários:

  1. Com um chef como vc, não é difícil se fazer ser um prato inesquecível...

    ResponderExcluir
  2. hahaha
    Conheço essa frase! ;)

    ResponderExcluir