}

pesquise aqui

7 de jul de 2010

A Espanha

Eu estava esperando a final da copa do mundo para saber se ia sobrar alguma história desse vagabundo aqui, em benefício do blog. Conheci poucos lugares fora do Brasil. Já estive em Portugal(saiu nas oitavas) nos EUA(sairam nas oitavas), no Paraguai(saiu nas quartas), na Argentina(tb nas quartas), no Uruguai(semifinal) e na Espanha. (finalmente vai sobrar historinha!!)
Estive em Madri, Sevilla, Barcelona e Córdoba. Uma terra linda de mulheres quentes com bocas úmidas e olhares devoradores. Adorei a Espanha. Tive alguma dificuldade com a língua, mas em dois dias descobri que o portunhol é mais eficiente que a fluência na língua hispânica. O portunhol é um ótimo pretexto para bancar o turista perdido e esforçado. Foi nessa levada que conheci Maristela. Era linda a espanhola. Cabelos negros e caheados, seios fartos à espanhola- com perdão do trocadilho- boca úmida e olhar que me devorou do primeiro ao último minuto daquela noite louca  movida madrilena.
Maristela adorava cozinhar e na terceira e última noite em Madri, fui comer paella com bastante pimenta na casa dela com mais duas amigas tão ou mais bonitas. Eu não sou chegado à suruba, swing e essas porras que misturam gente. Se eu fosse um apreciador dessa modalidade, aquela seria a noite perfeita para isso. Gosto de uma buceta só por cama, mais de uma me confunde e me classifica na categoria de voyer, que tb não é minha praia... Mas voltando à Maristela e somente ela, saí da marcação das amigas como bom zagueiro caipira que sou, me empanturrei de paella com bastante pimenta e saí de lá me sentindo o artilheiro do campeonato espanhol e o dono da bola de ouro da Eurocopa!
Tô feliz de imaginar a alegria que Maristela deve estar sentindo hoje, provavelmente vestida de vermelho, como boa diaba que é. Viva a fúria dos bascos.

Ah! minha torcida no domingo vai pra Espanha, claro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário