}

pesquise aqui

10 de mai de 2011

felicidade

A imagem das pernas esguias e do sexo úmido,  faz meu pau entender que a hora é dela e só dela.
Vou despindo seu vestido com a velocidade lenta de um filme francês. Quero que seja demorado, porque tem que ter valido esperar cada segundo.
Vê-la soltar o seu gemido grave e seco é o meu fetiche.
Minhas mãos entre pêlos e pele, entre lábios e cheiros, entre gostos e sorrisos.
Felicidade, se chegou até aqui, por que não fica e toma mais uma?

4 comentários:

  1. Ui! Faltou o fôlego... ;)

    ResponderExcluir
  2. Poeta da minha vida!
    Tô com saudade de vc debaixo do meu cobertor. De me arrancar suspiros... Essa mulherada suspirando virtualmente por você, é meio irritante. rsrs
    Cadê vc que ainda não chegou?

    ResponderExcluir
  3. Deletando comments agora???
    Ô, ô... eu perdi alguma coisa?

    ResponderExcluir
  4. Anônima querida, acha mesmo q eu apagaria algum comentário seu? NUNCA.
    Coisas do Blogspot. Apagaram o seu e mais um e já fui xingado duplamente... isso dá processo, né não? beijão.

    ResponderExcluir