}

pesquise aqui

5 de jul de 2011

Tânia

Éramos comprometidos. Com outras pessoas.
Um dia ela me ligou e disse que sonhou comigo e perdeu o sono por 3 dias. Eu me assustei. Fiquei mudo. Pensei bobagens e depois me arrependi de ter pensado.
Um dia eu liguei pra ela e disse que as bobagens que eu tinha pensado estavam me perturbando as idéias.
Ela riu e disse : "Por que não?"
Nos encontramos num motel fora da cidade, ambos saímos mais cedo do trabalho e chegamos mais tarde em casa com caras de bobos e a culpa estampada na testa.
Repetimos o "por que não?" um monte de vezes até que uma mentira aqui e ali e fomos pegos numa sucessão de furos e historinhas mal contadas.
Previsível, pensei. Assustador, ela pensou.
Paramos de nos ver no mesmo dia em que ficamos livres para nos vermos a qualquer hora.
Há certas loucuras que a nossa própria loucura não dá conta de entender.
Minha homenagem a maior delas: Tânia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário