}

pesquise aqui

24 de mai de 2012

Bibi

Ela tem nome de madame, dessas abreviaturas de coluna social.
Bibi não é nada disso. É quase uma princesa Fiona: grande, desengonçada, desbocada e verde. Bibi é torcedora compulsiva do Palmeiras e se orgulha disso. Eu também me orgulho de uma mulher que curte futebol, fica feliz, xinga, fica triste. Toda mulher que ama futebol é boa de cama. Invariavelmente.
E eu tava doido pra saber se Bibi não fugiria à regra. Fiquei de olho nela, no meio do bar, em pé entre uma cerveja e outra, escalando o time através da TV, mandando o povo calar a boca porque ela queria ouvir a preleção, uma deusa. Eu já gostei muito de futebol, mas hoje eu prefiro usá-lo a meu favor. Observo a reação das pessoas, as emoções, o desespero, o quase infarto. E É bom ser um expectador dessa montanha russa sem ter adrenalina alterada.
Bibi não ficou muito satisfeita com o empate e foi aí que eu me apresentei, conversamos e desempatamos o jogo lá em casa. Ela de calcinha verde e eu feliz fazendo a fotossíntese daquela palmeira de-li-ci-o-sa. Numa noite de eliminação de cariocas na Libertadores, minha homenagem às mulheres que entendem tudo das 4 linhas e das 4 paredes. :)

Um comentário:

  1. Cobra por tarde de autógrafos?
    E para responder e-mails??? =/

    ResponderExcluir