}

pesquise aqui

18 de ago de 2011

Quero uma vida caretinha

Tem um momento na vida que a gente olha pro copo cheio, amigos fanfarrões, bundas redondas e pensa: E daí?
A gente chega em casa mais cedo, o livro na página 43 continua ali, no mesmo lugar. Pia cheia de louça, cheiro de cigarro na sala.
O Jack Daniel´s já não é tão saboroso como antes e a concentração não é tão boa para passar da página 45.
A vida... dias emocionantes e outros nem tantos.
Se fosse doce, se chamaria romeu e julieta. Mas é agridoce e se chama vida mesmo.
A idéia de ser careta me assustou desde sempre. O frenesi do inesperado segundo seguinte sempre me deu tesão. De repente, meu olhar muda de direção e meu corpo se sente cansado. Sou um penetra, mas a festa da vida caretinha se apresenta com entrada vip e sem open bar. Me parece razoável.
A festa careta tem o seu valor.
Vamos a ela, pelo menos até que tudo volte ao normal.

Um comentário:

  1. "Se fosse doce, se chamaria romeu e julieta. Mas é agridoce e se chama vida mesmo."

    Adorei isso!

    ResponderExcluir